iBOM | Bens materiais podemos conquistar sempre, pessoas não



140x140
Bom Despacho (MG), 21 de fevereiro de 2018

Bens materiais podemos conquistar sempre, pessoas não

Imagem ilustrativa
Publicado em 15/01/2018 17:42:51

DÉBORA RODRIGUES - Estamos sempre tão atarefados que, muitas vezes, só percebemos que estamos há muitos dias sem ver quem amamos quando a saudade aperta. Esses dias presenciei um pai chamando seu filho para ir até a casa dos avós e ele disse “depois eu vou”. O pai questionou dizendo que há muito ele não os via e mesmo assim o filho não foi tocado.

Devemos participar mais da vida uns dos outros, porque quando não der mais, iremos nos arrepender. Sempre tem aquele amigo que amamos muito, dizemos que vamos marcar alguma coisa e nunca marcamos. Passam os anos e vamos nos afastando cada vez mais. Só falamos mas nada de nos encontrar.

Muitas vezes deixamos de estar com quem amamos para sair com os amigos, para trabalhar, dormir. Nos momentos em que não conseguimos mesmo, não temos que nos sentir culpados. Mas nas vezes em que a escolha é nossa, devemos carregar toda a culpa do mundo. Certamente nos arrependeremos quando já for tarde.

Voltando para o menino que não quis ver os avós, fico pensando em quão decepcionados vários avós são. A maioria ajudou a nos criar, deu amor, carinho, educou e foi atrás de nós todas as vezes que pôde. Agora que muitos deles não podem mais ir atrás de sua família, a família também não vai ao encontro deles. Deixar de em segundo plano quem sempre nos fez prioridade em suas vidas é ingratidão.

Bens materiais podemos conquistar sempre, mas pessoas não. Elas passam, nós passamos. Vamos aproveitar enquanto ainda temos saúde e disposição. Estar com quem se ama renova a alma e acalenta o coração.

Débora Rodrigues é psicóloga e conselheira tutelar em BD



Rua do Rosário, 72 – Centro – Fone (37) 3522.2361 – Bom Despacho - MG
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Jornal de Negócios.