iBOM | Escritores de Bom Despacho e seus novos lançamentos



140x140
Bom Despacho (MG), 23 de janeiro de 2018

Escritores de Bom Despacho e seus novos lançamentos

O escritor bom-despachense Carlos Alberto Teixeira de Oliveira
Publicado em 22/12/2017 09:10:24

TADEU ARAÚJO - Do jornalista e escritor, nosso inesquecível companheiro do Miguel Gontijo e da UMESBD, Itamar Oliveira - Brasinha, recebi o seguinte convite: “O jornalista Itamar de Oliveira e a Editora Libertas têm a honra de convidá-lo (a) para o lançamento do livro “Fragmentos de uma Caminhada”, um relato da história de vida e da trajetória política do ex-prefeito de Presidente Olegário, Natal José Fernandes.”

Por coincidência Presidente Olegário é uma cidade de Minas cujo nome é uma homenagem ao mais ilustre e bem-sucedido político de Bom Despacho – Olegário Dias Maciel, ex-governador do Estado.

Carlos Alberto Teixeira

Junto ao convite do Itamar, recebi o livro recém-editado de Carlos Alberto Teixeira de Oliveira. Também nosso amigo dos tempos do Miguel Gontijo e da UMESBD dos anos 60, intelectual e bacharel em Ciências Contábeis, Administração de Empresas e Ciências Econômicas. Na área financeira, esse ilustre e admirável bom-despachense fez carreira de sucesso atuando em redes bancárias no Brasil e nos Estados Unidos e em outras inúmeras funções em diversas empresas mineiras e brasileiras.

No seu livro “JK – Cinquenta anos de progresso em cinco anos de governo”, com outros coautores,ele nos leva a acompanhar a trajetória de vida e resgata de maneira magistral a memória do construtor de Brasília, o presidente da paz, do progresso e da harmonia entre os brasileiros.

Nesse momento em que o Brasil assiste a um governo inapto e sem imaginação, que segundo o “New York Times” está levando à pobreza o Brasil e a sua população, quem nos dera que nossos atuais governantes adotassem a clarividência das palavras de Carlos Alberto na introdução de seu livro. Palavras certamente inspiradas nas diretrizes de Juscelino Kubistchek: (página 06)

“Aposto no desenvolvimento econômico do Brasil e na possibilidade de conciliar-se o crescimento e a modernização da economia, com a justiça social e a democracia. Só o crescimento torna plástica a economia, criando condições para que as ações conscientes e deliberados do Governo e da Sociedade possam atuar no rumo da atenuação dos problemas sociais e da desconcentração da renda de um lado e da modernização do aparelho produtivo, de outro. A estagnação da economia enrijece-a, afastando a possibilidade de modificações em sua estrutura e em seu conteúdo.”

Quem dera, caro conterrâneo, que suas palavras sobre o Brasil e sua economia encontrassem eco nos ouvidos dos incompetentes e mal intencionados dirigentes que tomaram o país de assalto. Assim poderíamos, nos dizeres inesquecíveis do imortal Stanislaw Ponte Preta, acabar com esse “festival de besteiras que hoje assola o país”.

 

Nelson de Barros: sempre vibrante

Nosso amigo e sempre vibrante cidadão, Nelson de Barros, aos 92 anos, lançou o seu primeiro livro, mostrando-nos que nunca é tarde para começarmos. Recebi dele uma interessante obra autobiográfica com a seguinte e original dedicatória (ele foi pessoalmente a minha casa presentear-me com seu livro):

Tadeu, “Um livro é a prova de que os homens são capazes de realizar grandes obras”. Te dedico este livro que conta um pouco da minha história de vida”. Nelson de Barros.

Recebi com carinho e admiração essa sua grande realização literária, Nelson de Barros. Por certo agora você cumpriu as três máximas, que dizem: “Um homem para realizar-se plenamente deve ter um filho, plantar uma árvore e escrever um livro”.

Sua história de vida é um exemplo para todos nós. Muito obrigado. Parabéns.

Trecho do livro de Nelson de Barros

Página 40- Data 15/07/17

“Será que eu sou quem sou? Saí pela vida em busca da verdade e fiz esta pergunta. Porém não obtive resposta. Tenho esperanças de que um dia obtenha esta resposta. A vida tem fases... por que você nasceu? Para viver a vida. Para sentir-se feliz. Vivemos em busca da felicidade. E sobre o dinheiro... Temos que ter, porém ele compra somente coisas. Mas a felicidade é a busca realizada pelo coração. Em meio a essa percepção sobre o sentido da vida, surge a música. Não nasci para a música, mas essa nasceu para mim”

 

Poliana Barbosa: revelação

A jovem professora Poliana Barbosa é a mais nova revelação de literatura infantil entre nós. Ela faz parte da ABDL – Academia Bom-Despachense de Letras e acaba de lançar seu terceiro livro: “O Segredo da lagarta Lucinda”, encantadora produção colorida e com desenhos magníficos que a ilustram.

A nossa talentosa escritora diz em seu livro: “Sempre gostei de contar histórias. Escrevê-las e ilustrá-las se tornou o meu maior tesouro. Esse é o meu terceiro livro e eu o escrevi nas férias de janeiro, em um dia alegre e colorido. Essa história muito me emocionou, pois a escrevi para falar sobre a amizade e de como os amigos são importantes em nossas vidas... Também escrevi para falar como são belas as borboletas... livres e voando por aí. Enfeitando nossos jardins...”

Tadeu Araújo é professor, escritor e fundador da ABDL



Rua do Rosário, 72 – Centro – Fone (37) 3522.2361 – Bom Despacho - MG
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Jornal de Negócios.