iBOM | Heroínas das escolas rurais de antigamente em Bom Despacho



140x140
Bom Despacho (MG), 23 de janeiro de 2018

Heroínas das escolas rurais de antigamente em Bom Despacho

Professoras Margarida Eugênio (esq), Sandra Gontijo e Margarida Vilma (dir)
Publicado em 26/10/2017 19:29:09

(Capítulo II) - TADEU ARAÚJO - Dando sequência às homenagens aos mestres neste mês do professor, seguimos com a história de quatro “meninas” que em 1973 lecionavam na escolinha rural do Retiro dos Agostinhos. Elas deixaram o conforto da cidade e das casas de seus pais. Numa existência sacrificada, heróica e dura, se mudaram para a roça. Passaram a morar, dormir e a preparar suas refeições, inicialmente num fogão a lenha, no cômodo da escola onde lecionavam para cerca de70 alunos do curso primário. A luz que usavam era a de lamparina. Quatro professorinhas, residindo isoladas e indefesas num imóvel desconfortável a 2 km do povoado ou de qualquer vizinhança.

Mais tarde se transferiram para um cômodo da fazenda do Benvindo Amaral que distava muito da sede da escola. Para chegar ao trabalho, tinham de andar diariamente 8 km (ida e volta).

Ficavam na roça de segunda a sexta-feira, sem direito a nenhum lazer. Por estradas poeirentas, esburacadas ou cheias de lama, em total desconforto, uma velha Rural da prefeitura as levava e trazia semanalmente. Isto quando não estava no conserto ou se esqueciam de buscá-las na sexta-feira. Aí adeus casa dos pais, adeus conforto, lazer, namoro e um filminho no Cine Regina, programas de TV. Nada disso lhes tirava a alegria, a aventura de suas façanhas no início de uma carreira. Elas sentiam o orgulho de alfabetizar a meninada das fazendas e dos ranchinhos pobres da região. Seus feitos, sacrifícios, dedicação, quem sabe, até elas mesmas tenham esquecido. Hoje os relembro nesta minha crônica para exaltar tudo quanto fizeram pela educação, as quatro professorinhas do Retiro dos Agostinhos, minhas amigas: Margarida Eugênia Gontijo Anacleto (Tita), Ilka Martins Pontes, Sandra Gontijo, a Sandra do Marinho, e Margarida Vilma da Costa (in memoriam). A primeira e a segunda, aposentadas como professoras estaduais. Sandra Gontijo, advogada, é aposentada como funcionária da Prefeitura. Margarida Vilma da Costa, falecida recentemente, já aposentada na Prefeitura. Uma amiga do meu coração que eu queria que estivesse aqui hoje para receber esta minha humilde e sincera homenagem junto com as outras três colegas.

Tadeu Araújo é professor, escritor e fundador da ABDL



Rua do Rosário, 72 – Centro – Fone (37) 3522.2361 – Bom Despacho - MG
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Jornal de Negócios.