iBOM | Emerson Silva: um campeão mineiro em Bom Despacho



140x140
Bom Despacho (MG), 21 de setembro de 2017

Emerson Silva: um campeão mineiro em Bom Despacho

Emerson, o Meson
Publicado em 07/06/2017 18:03:21

FABIANO OLIVEIRA - Quero falar mais uma vez de Emerson Silva, jovem campeão mineiro do Modulo II de 2017. Ele joga futebol desde pequeno no bairro São Vicente. Jogou no Cristalino nas categorias de base. Em 2007, aos 13 anos de idade, foi levado para um teste no Atlético Mineiro. Foi levado por mim e seus pais. Emerson passou nos testes e começou sua caminhada no futebol profissional.

Mas não pense que foi fácil não. Ele teve de pagar uma pensão durante alguns anos porque o clube não tinha vaga no seu alojamento. Sua família lutou muito. Seu pai João e sua mãe Vilma, com muitas dificuldades, mantiveram o filho em Belo Horizonte. Lá, ele, inteligente e esforçado, vinha fazendo seu papel dentro e fora de campo, estudando e sendo exemplo na escola e para seus colegas de clube. Foi sempre muito elogiado por todos no Atlético Mineiro.

Depois de alguns anos conseguiu uma vaga no alojamento do CT do Galo. Aí foi só alegria e daí por diante Emerson foi campeão várias vezes, jogando em muitos estados do Brasil e até fora do país. Conheceu e jogou nos estádios que receberam a Copa do Mundo de 2010, na Africa. Disputou campeonatos importantes como o Mineiro, Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e outras competições, sempre com humildade e amor no que faz.

Hoje, no Juniores do Galo, Emerson Silva disputou as competições mais importantes da categoria, como a Copa BH de Juniores e a Copa São Paulo de Juniores, sempre treinando com o grupo principal e profissional do Galo.

Treinou com Ronaldinho, Tardeli, Bernard, Jó, Marcos Rocha, Leonardo Silva e outros grandes jogadores. Hoje já rodou um pouco pelo interior de Minas e é chamado de Rei dos Acessos, por ter ajudado as equipes a subirem. Depois de sair do Atlético por empréstimo ao Tupi de Juiz de fora, onde subiu com a equipe da série C para a série B do Brasileiro.

Depois Emerson transferiu-se para a URT de Patos de Minas para disputar o Brasileiro série D. Em seguida foi para o America de Teófilo Ottoni, onde se destacou e ajudou no acesso do clube ao modulo I do Mineiro, tendo a equipe ficado com o vice-campeonato. Depois desta passagem ele foi para o Valério e disputou a segundona do Mineiro. Por último fechou com CAP (Clube Atlético Patrocinense), que subiu para o módulo I como campeão.

Parabéns, Emerson – nosso eterno Meson – pelos acessos e por ser um exemplo para os jovens de todo o Brasil.

Fabiano Oliveira, repórter, comentarista e cronista esportivo



Rua do Rosário, 72 – Centro – Fone (37) 3522.2361 – Bom Despacho - MG
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Jornal de Negócios.