iBOM | Ceac propõe oferecer educação, artes e cultura na cidade



140x140
Bom Despacho (MG), 21 de setembro de 2017

Ceac propõe oferecer educação, artes e cultura na cidade

Maria Vieira e família
Publicado em 11/02/2017 19:43:02

TADEU ARAÚJO - Homenageio a Família Vieira – José Vieira Lucas, Maria Vieira, filhos e netos. Gente que, dedicadamente, tem realizado até aqui - desde os anos de 1960 – um belo trabalho em prol da educação em Bom Despacho.

Neste ano, D. Maria, com a filha Janisse, as netas Raquel, Renata e a nora Cíntia, criaram um novo projeto de educação e cultura. Para isso fundaram o Instituto CEAC (Centro de Educação e Cultura). O instituto conta com a coordenação do Homero Couto. Sua presença já traz credibilidade ao projeto, pois Homero Couto goza hoje de um justo renome como profissional não só em sua área empresarial, mas também no campo da educação, da comunicação e da cultura de Bom Despacho. Fui convidado e também darei minha parcela de contribuição ao projeto.

Lançamento

O CEAC foi lançamento em evento no colégio Millenium, dia 12 de dezembro passado. Contou com seleto número da intelectualidade da sociedade local. Na entrada uma exposição do maior artista plástico de nossa cidade já recebia com requinte os participantes. Eram os quadros de Carlos Madeira, que serão expostos brevemente numa exposição internacional na Alemanha.

Presentes estavam Homero Couto e sua família musical, membros da Academia Bom-Despachense de Letras. Vicente Campos, diretor do CREA, Márcio Laine, da Credesp, o secretário municipal Célio Luquine, Alcione, esposa do prefeito Fernando Cabral, o coronel Gentil Alberto e a esposa Joesse, Padre Rogério da Paróquia Nª Srª do Bom Despacho, o presidente da Câmara, Vital Guimarães, o grupo musical “As Margaridas”, o cantor e violeiro Maurício Silva, acompanhado de um jovem e competente acordeonista. Estudantes, professores, crianças, jovens e adultos, cujos nomes minha pena não conseguiu registrar. Vários oradores se manifestaram na ocasião, na cerimônia dirigida por Kênia Sílva. Em minha fala destaquei que “por sua abrangência e grandeza, o projeto criado por dona Maria Vieira e família e coordenado pelo brilhante ativista Homero Couto, constituía-se numa criação que vem para enaltecer a arte e a educação em Bom Despacho. Certamente poderemos assistir a partir de agora a um avivamento cultural expressivo na cidade. De minha parte, estarei presente como parceiro desta interessante jornada.”

Espaço para a cultura

O colégio cederá sala, salões e outros espaços para abrigar ali órgãos e movimentos culturais e educacionais de interesse do município, como lançamento de livros, Academia de Letras, programação para idosos, professores, cursos particulares de diversas disciplinas, cursos de treinamento de empreendedores. Poderá também sediar um cinema, cursos de teatro, o Clube da Vitrola, Coral Voz e Vida e outros corais e outras manifestações culturais.

Boas vindas

Temos certeza de que com a coordenação e apoio do Homero Couto e de outros empreendedores e intelectuais, como também a experiência educacional de Dona Maria Vieira e de sua família, Bom Despacho tem muito a comemorar com o advento desse centro de difusão da cultura e da escolaridade em nosso município. Uma bela novidade que certamente alegrará o coração dos amantes das artes e do saber em nossa terra. 

Tadeu Araújo é professor e escritor



Rua do Rosário, 72 – Centro – Fone (37) 3522.2361 – Bom Despacho - MG
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Jornal de Negócios.