iBOM | Mateus Oliveira: a luta e a persistência de um vencedor



140x140
Bom Despacho (MG), 21 de setembro de 2017

Mateus Oliveira: a luta e a persistência de um vencedor

Publicado em 05/12/2016 21:26:04

TADEU ARAÚJO - Meu aluno Mateus Alexandre Machado de Oliveira tem o perfil de um candidato a serviço público, vencedor, principalmente por sua capacidade de persistência. Essa atitude de ir em frente, apesar das dificuldades e dos limites pessoais, e de encarar horas de estudos em dois anos de cursinhos.

Nesse período, ele fez 6 concursos, nos quais não foi aprovado, mas a luta continuou. Então em 25 de setembro veio o dia pela qual ele tanto esperava. Naquela data ele fez as provas para o cargo de Agente Administrativo da Câmara Municipal de Lagoa da Prata. Eram 328 candidatos por vaga. Ele foi aprovado em 2º lugar, onde só existiam duas vagas. Ufa! Uma alegria muito grande. Um sonho realizado. Um objetivo alcançado com mérito e sacrifícios.

Quem é Mateus

Mateus é um jovem de 25 anos, educado e tímido. Solidário, sensível e determinado. Nasceu em 5 de fevereiro de 1991. É filho de Valdeci José de Oliveira e Valéria de Sousa Machado de Oliveira.

Acompanha- o sempre com carinho, devoção e cobranças o anjo de sua guarda: sua própria mãe.

Nos meus mais de 50 anos como professor, cheguei a uma conclusão infalível: os melhores alunos, os que rendem mais e alcançam mais altos resultados são aqueles cujas mães estão presentes e junto deles em suas vidas. Ajudando, cobrando, exigindo, incentivando-os em tarefas escolares, das quais elas participam desde as primeiras séries até os estudos mais avançados.

Estou convicto de que esse interesse materno pela carreira estudantil dos filhos é a mola mestra de seus sucessos.

Valéria, a mãe do Mateus, é um exemplo vivo do que falei. No ensino primário, ele rendia pouco e era objeto de suas preocupações. Ela ia à escola do filho, ouvia as professoras, chegou mesmo a levá-lo a psicólogos e médicos. Isso ela o conseguiu gratuitamente em algumas instituições já que não tinha recursos para pagar. Felizmente nada de grave foi constado no comportamento do menino.

Formou-se no 2º grau e os empregos que conseguiu foram em serviços pesados, como trabalhar oito horas, ao ar livre, debaixo de um sol escaldante. Depois num supermercado, carregando pesos e sacarias.

Aí ele acordou e decidiu: - Mãe, eu não quero isso pra mim, não.

Valéria falou-lhe: - Então vá estudar para concursos públicos. São boas atividades e com salários mais razoáveis.

E completou: - Vá escutar com o professor Tadeu.

Mateus resistiu por algum tempo. Mas depois veio. Há dois anos está comigo. E foi enfrentando desafios. Perdeu nos seis primeiros concursos que fez. E a mãe, presente, sempre lhe dizia: - Suas notas não foram suficientes porque você está estudando pouco.

Ele ia pro quarto estudar e ela lhe cobrava mais atenção no que estava fazendo e mais horas de estudo. Um dia, desanimado, após uma derrota, ele chorou e Valéria abraçou-o e chorou junto com ele. Mulher de fé, rezava pelo filho nos programas do Padre Manzotti. Fazia novenas. Chegou a pegar o dinheiro da mesada que o Valdeci, seu esposo, lhe dava, e fazia doações para os pobres e para a igreja.

Deus e os esforços do Mateus e os incentivos de Valéria e de sua família o abençoaram. No ano que vem, ele assumirá sua vaga no serviço público, pelo qual tanto sonhou e lutou. Isto é só o começo. Mateus vai iniciar já... já o seu curso de Direito e continuar se preparando para os outros desafios, na disputa por cargos mais elevados na administração pública municipal, estadual ou federal. Vai chegar lá, disso não duvido.

Parabéns, bravo guerreiro, eu me emocionei com você por sua vitória, por tudo que você fez para consegui-la. Parabéns pelo seu anjo incentivador: sua mãe Valéria, mulher de fibra e valor.

Tadeu Araújo é professor e escritor em BD



Rua do Rosário, 72 – Centro – Fone (37) 3522.2361 – Bom Despacho - MG
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Jornal de Negócios.