iBOM | Viva a sua vida e exija respeito com você e as suas escolhas



140x140
Bom Despacho (MG), 21 de setembro de 2017

Viva a sua vida e exija respeito com você e as suas escolhas

Foto ilustrativa
Publicado em 28/06/2016 13:36:07

DÉBORA RODRIGUES - As mulheres de Bom Despacho, de forma geral, sempre foram surpreendentes. As admiro muito pela forma como enfrentam a vida. Quem aqui não conhece várias mulheres em nossa Cidade Sorriso que são super guerreiras? Trabalham, cuidam dos filhos, estudam. Não largam o osso. Muitas têm mais de um emprego. Observo que algumas eu encontro durante o dia trabalhando em alguma loja e à noite ou em fins de semana atendendo em algum bar, restaurante, festa, dando faxina, cuidando de enfermos.

Lutam e enfrentam a vida com sorriso no rosto. Porém, há algo em algumas que nunca entendi e que me tira do sério: a mania de viver em função do que a sociedade local pensará delas. É um tal de “a cidade é pequena, o que falarão se eu fizer isso?” “Mulher mal falada aqui, não casa”. “Não posso fazer isso ou aquilo, senão o povo fala”. “Fulana é mal falada”. “Ciclana não é para casar”.

E, nesse raciocínio, lá vão elas vivendo a vida do outro, deixando a delas de lado e se submetendo a todo tipo de situação para não ficarem sozinhas. As pessoas com as quais elas se relacionam aproveitam dessa situação, fazendo com que essas mulheres acreditem que possuem algo de errado, que ninguém mais as quer e que seus parceiros fazem um favor ficando com elas, como se fossem um fardo a ser carregado.

E não é assim de jeito nenhum.

Qualquer pessoa que esteja com você tem que te fazer bem, te tratar com dignidade e elevar sua autoestima ao invés de prejudicá-la. Essa cultura machista que está impregnada em nossa cidade deve ser detida e não incentivada.

Cansadas de tal situação, as mulheres de Bom Despacho estão acordando e decidiram lutar contra qualquer coisa que lhes seja imposta ou que as afete de forma negativa. Em um grupo do aplicativo WhatsApp surgiu o desejo de mobilizar os cidadãos para reagirem a qualquer tipo de violência contra a mulher. Após muita conversa e ideias trocadas, realizamos um encontro onde percebemos que poderíamos ir além nesse trabalho. Decidimos criar a “Marcha das Mulheres: pela autonomia dos nossos corpos”. Que orgulho de nós mesmas!

Agora queremos convidar você para juntar-se a nós. A primeira marcha acontecerá dia 1º de julho. Sairemos da Praça Inconfidência às 8h00 e marcharemos até a Praça da Estação. Venha e traga sua escola, família, amigos, colegas de trabalho. Podem vir pessoas de todas as idades, de qualquer gênero (ou sem). O que importa é estar disposto a lutar todos os dias por essa causa e nos ajudar a mostrar que não será mais tolerado qualquer tipo de violência contra a mulher em nossa cidade. Contamos com sua participação!

Débora Rodrigues é psicóloga e conselheira tutelar em Bom Despacho



Rua do Rosário, 72 – Centro – Fone (37) 3522.2361 – Bom Despacho - MG
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Jornal de Negócios.