iBOM | Entender os sinais do bebê é um desafio para os pais



140x140
Bom Despacho (MG), 21 de setembro de 2017

Entender os sinais do bebê é um desafio para os pais

Foto ilustrativa
Publicado em 25/03/2016 10:53:29

Os bebês são extremamente fofos e derretem o coração de qualquer grandão. Mas quando ficam irritados tiram o sossego dos pais de primeira ou última viagem. Quando ficam nessa situação e ainda não sabem falar, podemos imaginar o que seja e tentar sanar o choro. Existe uma lista de possíveis coisas que geralmente incomodam os bebês que pode ajudar nessas situações.

A primeira é a fome. Comer é uma questão de sobrevivência e quando a fome bater o berreiro irá começar. Algumas crianças ficam períodos maiores sem se alimentar, já outras necessitam comer num período curto de tempo. Outra possibilidade é o frio. Principalmente quando nascem, os bebês são mais friorentos que nós adultos, necessitando ficar mais agasalhados, principalmente à noite. É bom observar se os pés e a pontinha do nariz estão gelados. Se estiverem, é sinal de que a criança deve ser melhor agasalhada. O calor também pode deixar a criança nervosa. Observe se as dobrinhas estão suadas e caso necessário, tire um pouco de roupa do pequeno. A fralda é outro ponto que deve ser observado constantemente. A pele do bebê é extremamente sensível e o contato com xixi ou cocô pode ferir facilmente ou mesmo provocar uma assadura, que nem sempre é causada por maus cuidados. Pode ser ambiente úmido, a própria fralda, alguma alergia ou mesmo o que a criança comeu.

A temida cólica infantil é outra coisa que tira o sossego dos bebês. Ela é comum, principalmente nos primeiros meses de vida. Para ajudar o bebê a passar por esse momento, você deve colocá-lo de bruços, fazer massagem ou exercício com as perninhas. Caso a fralda esteja muito apertada, também pode causar a cólica.

Outra coisa comum nos primeiros meses é o refluxo, que provoca queimação no aparelho digestivo e causa a irritação e o choro. Os bebês têm mais necessidade de dormir do que os adultos e, quando não conseguem pegar no sono, vêm a irritação e o choro, fazendo com que fiquem cada vez mais nervosos e com mais dificuldade de dormir.

Os bebês devem ser estimulados. Mas excesso de estímulo pode deixá-los cansados e muito nervosos.

Cada bebê funciona de um jeito e é necessário tempo para entender o que quer e o que será melhor para o seu. Com atenção, respeito e cuidado, logo as coisas ficarão mais fáceis.

Débora Rodrigues é psicóloga e conselheira tutelar em BD



Rua do Rosário, 72 – Centro – Fone (37) 3522.2361 – Bom Despacho - MG
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Jornal de Negócios.